segunda-feira, 13 de outubro de 2008

CRISE AMERICANA NÃO AFETA AS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS BRASILEIRAS




Ao contrário dos bancos norte-americanos, as instituições financeiras brasileiras não têm, por enquanto, motivos para reclamar da crise e estão aproveitando o momento do mercado para ganhar novos clientes.
Isso ocorreu por que as instituições brasileiras preferiram apostar em papéis sólidos como títulos do governo, que apresentam retorno alto e com muito menos risco.
Além disso, os lucros dos bancos brasileiros são invejáveis, mesmo com operações consideradas conservadoras para os padrões de Wall Street , em razão disso, não sentiram necessidade de fazer as apostas arriscadas que levaram o sistema financeiro americano ao colapso.
Os bancos americanos compraram títulos podres, cuja origem foram hipotecas norte-americanas e perderam credibilidade, dificultando na hora de honrar seus compromissos, muitos deles estão precisando vender suas ações para cobrir prejuízos e pagar suas dívidas, é o caso do banco Morgan Stanley que está com negociações apressadas para evitar à falência.
As únicas instituições financeiras que estão no Brasil que podem sofrer um pouco com a crise são as de cunho internacional. Estas podem ter escassez de recurso a medida que têm de enviar dinheiro para cobrir perdas geradas nos Estados Unidos e Europa.

video

Nenhum comentário: